segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Não posso...

Foto: Google


Este fim de semana, na leitura de um artigo acerca da subida nas intenções de voto nos Ultraconservadores nos Estados Unidos da América, deparei-me com uma daquelas grandiosidades que nos "States" ocorrem com frequência e ajudam a definir, na minha opinião, o povo americano como um dos mais desprovidos de, digamos, inteligência.

O artigo, como referi, versava, entre outros assuntos, sobre o movimento do Tea Party e alguns dos seus senhores (não assumidos).

Um deles, David Koch, defendeu, um dia, medidas tão prudentes como:
abolição da segurança social;
abolição do sistema público de ensino;
abolição de todas as agências reguladoras;
abolição da CIA;
abolição do FBI.

BOA!!

A popularidade de Obama está a baixar.
A popularidade destes génios, dos quais faz parte a senhora da foto, está a subir.
Na minha óptica este exemplo já seria suficiente para atestar quanto ao enorme senso comum do American People, no entanto li só mais um aspecto que, esse sim, me fez perder o equilíbrio e abrir a boca numa amplitude que jamais pensei ser possível:

Segundo uma sondagem do Pew Research Centre UM QUINTO dos norte-americanos acredita ter um Presidente muçulmano.

Minha gente, são cerca de 310 000 000 de habitantes.
Se descontarmos 12 000 000 de imigrantes, passam a ser 298 000 000 de norte-americanos.

Ou seja,

São 59 600 000 pessoas a acreditar que têm um Presidente muculmano.

Acho que não vou escrever mais nada.
Pronto, já fechei a boca.

Façam o mesmo.

Bem hajam.

AC

3 comentários:

Daniel Santos disse...

e dizem-se uma potencia e um país desenvolvido.

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Felizmente que os do Tea Party são apenas uma parte e nao todos os americanos. As minorias sao sempre agressivas.

abraço

manuel gouveia disse...

Sim, mas eles correram com Bush e por cá vamos ter mais Cavaco...