segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Intervalo II



"Dai-me um dia branco, um mar de beladona
Um movimento
Inteiro, unido, adormecido
Como um só momento.
Eu quero caminhar como quem dorme
Entre países sem nome que flutuam.
Imagens tão mudas
Que ao olhá-las me pareça
Que fechei os olhos.

Um dia em que se possa não saber."


Sophia de Mello Breyner Andresen

5 comentários:

Socrates daSilva disse...

Excelente escolha!

Abraço!

magna disse...

andré lindo,quero qualquer dia da semana,qualquer um que seja mas tem que ser bom o bastante pra não se esquecer de nada para não se lembrar de nada!bjussss

Terra de Encanto disse...

Uma das autores que seguirei sempre. Na belíssima, luminosa, poesia, mas também na prosa infantil, intemporal. Belíssima escolha.
Susana

sonhos/pesadelos disse...

saudades de te ler... tantas...
escolhas certas como sempre!
bjs endiabrados

Daniel Silva (Lobinho) disse...

"Dai-me um dia branco, (...)
Inteiro, unido, adormecido".


Belo.

abraço grande