quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Sem brilho

Assistimos hoje a mais um desaire da nossa Selecção Nacional de Futebol.
Foi mais uma exibição pouco conseguida com muita lentidão nos processos pouco imaginativos de transição defesa-ataque, muito individualismo dos craques lusitanos, alguma falta de sorte e pouco brilho por parte do nosso Selecionador.
Vi por mais de uma vez o desespero nos olhos de Carlos Queiroz.
Vi o seu desespero na impotência que transparecia em cada ordem arremessada para dentro do relvado sem qualquer efeito prático.
Desespero quando o vi, qual "Felipão" enraivecido, discutir com um jogador albanês.
Desespero que senti quando contra a ALBÂNIA reduzida a DEZ jogadores se fazem substituições que nada arriscam e logo nada alteram. Foi receio do adversário?
Faltou brilho à nossa Selecção. Um brilho apagado desde a sombra que chegava do banco de suplentes.
Nada tenho contra Queiroz. Admiro-lhe estilo e educação.
Temo que isso não seja suficiente para ter o êxito que todos desejamos.

4 comentários:

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava!


Sem comentários!


beijocasssssssss

Tiago R Cardoso disse...

Ontem fiquei feliz por ter a televisão avariada e a outra ocupada como desenhos animados do miúdo.

Carol disse...

Não vi, felizmente!

Joaninha disse...

Eu vi um bocadinho, infelizmente :(

beijos