sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Desabafo

É curioso como por vezes encontramos nas palavras dos outros mais proximidade do que com as nossas próprias...
"A pouco e pouco tomo-me um velho, rezingão e ciumento, apenas a sua distracção explica que ainda não o tenha descoberto (...) não consigo evitar modificações que não se restringem a nós, (...), sinto a vida a fugir ao meu controlo (...)"

Sem comentários: